AS DIFERENÇAS ENTRE RELIGIÃO E ESPIRITUALIDADE


Esse texto, do teólogo Teilhard de Chardin, trata de um tema já mencionado indiretamente em outro post. Ele poderia ser a estrutura de uma lei universalista. Bastaria respeitá-la e muitos desencontros pela Caminhada Espiritual poderiam ser evitados. Eu publiquei anteriormente um artigo sobre o que vem a ser a religião para o homem. Mas as diferenças entre a religião e a espiritualidade vão muito mais além. Senão, vejamos:

A religião não é apenas uma, são centenas.
A espiritualidade é apenas uma.
A religião é para os que dormem.
A espiritualidade é para os que estão despertos.

A religião é para aqueles que necessitam que alguém lhes diga o que fazer; querem ser guiados.
A espiritualidade é para os que prestam atenção à sua Voz Interior.




A religião tem um conjunto de regras dogmáticas.
A espiritualidade te convida a raciocinar sobre tudo, a questionar tudo.

A religião ameaça e amedronta.
A espiritualidade lhe dá Paz Interior.
A religião fala de pecado e de culpa.
A espiritualidade lhe diz: “aprende com o erro”.

A religião reprime tudo, te faz falso.
A espiritualidade transcende tudo, te faz verdadeiro!
A religião não é Deus.
A espiritualidade é Tudo e portanto é Deus.

A religião inventa.
A espiritualidade descobre.
A religião não indaga nem questiona.
A espiritualidade questiona tudo.


A religião é humana, é uma organização com regras.
A espiritualidade é Divina, sem regras.
A religião é causa de divisões.
A espiritualidade é causa de União.

A religião lhe busca para que acredite.
A espiritualidade você tem que buscá-la.
A religião segue os preceitos de um livro sagrado.
A espiritualidade busca o sagrado em todos os livros.

A religião se alimenta do medo.
A espiritualidade se alimenta na Confiança e na Fé.
A religião faz viver no pensamento.
A espiritualidade faz Viver na Consciência.




A religião se ocupa com fazer.
A espiritualidade se ocupa com Ser.
A religião alimenta o ego.
A espiritualidade nos faz Transcender.

A religião nos faz renunciar ao mundo.
A espiritualidade nos faz viver em Deus, não renunciar à Ele.
A religião é adoração.
A espiritualidade é Meditação.



A religião sonha com a glória e com o paraíso.
A espiritualidade nos faz viver a glória e o paraíso aqui e agora.
A religião vive no passado e no futuro.
A espiritualidade vive no presente.

A religião enclausura nossa memória.
A espiritualidade liberta nossa Consciência.
A religião crê na vida eterna.
A espiritualidade nos faz consciente da vida eterna.

A religião promete para depois da morte.
A espiritualidade é encontrar Deus em Nosso Interior durante a vida.



Veja também:



Priom
PRIOM
Numerólogo e Espiritualista. Um Filho de Xangô que acredita no Crescimento e na Transformação Espiritual do seu semelhante. Se quiser saber mais sobre mim e o blog clique aqui.

18 comentários:

  1. A religião busca a verdade no mundo externo, no terreno das ilusões... A espiritualidade nos faz enxergar a verdade dentro de nós mesmos, nos desperta e nos torna conscientes do Todo!

    ResponderExcluir
  2. Adorei, ai está tudo o que sempre pensei.
    A religião nos aprisiona, e nos separa de nossos semelhantes.
    A espiritualidade é livre, livre de condicionamentos,nos faz amar incondicionalmente, respeitar, aceitar.

    ResponderExcluir
  3. Liliana e Hugo: seria tão bom que assim o fôsse, não? Mas façamos a nossa parte. A melhor maneira de demonstrar a Espiritualidade é pela educação, pela maneira de falar e responder ao próximo. Isso lembra o tal "profeta" chamado Gentileza. Ele afirmava algo considerado sem sentido - à época que percorria as esquinas da cidade. "Gentileza gera gentileza"... Hoje, essa frase se tornou parte de uma filosofia.

    Um Beijo para ambos

    ResponderExcluir
  4. ACHEI ESSE TEXTO DIVINO , VERDADEIRO E REAL SOBRE TODOS OS ASPECTOS COMENTADOS SOBRE A RELIGIÃO E ESPIRITUALIDADE. O INTERESSANTE DE TUDO ISSO QUE CONSEGUI TIRAR UMA CONCLUSÃO DE MEUS FANTASMAS, DESCOBRI QUE TODA MINHA VIDA ESTIVE, ESTOU E ESTAREI SEMPRE ESPIRITUALIZADA, E DIGO ISSO PQ FREQUENTEI UMA DETERMINADA RELIGIAO UMA ÉPOCA ONDE ME SENTI TRISTE, AMEDRONTADA E PARECE QUE NÃO UM TANTO AMEAÇADA, FOI QUANDO ME AFASTEI E ESTAVA AGUARDANDO UMA RESPOSTA PARA ALGUNS QUESTIONAMENTOS QUE FIQUEI MATUTANDO DURANTE ESSE TEMPO FORA DA TAL RELIGIAL E QUE ESEE TEXTO ME RESPONDEI TUDO QUE EU QUERIA OUVIR.

    MEUS PARABÉNS PELO ESCRITOR DEVE TER REALMENTE UM AUTO CONHECIMENTO COM DEUS .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Texto de Pierre Teilhard de Chardin - padre jesuíta, teólogo, filósofo e paleontólogo francês

      Excluir
  5. Concordo com você, minha Irmã. Realmente é um texto divino – como você mesma afirmou. E vou um pouquinho mais além: eu diria que é um texto definitivamente conceituador. Ele consegue fazer perceber algo que desfila diante dos olhos, mas, que inebriados pelas circunstâncias, negamos admitir.
    O texto promove uma identificação com um grande número de pessoas que acreditaram, que depositaram a fé em seus gurus espirituais ou em alguma religião.
    Eu me incluo entre essas pessoas.
    Por isso decidi criar esse espaço para debates. Repare, minha Irmã, que todos os artigos deste blog possuem uma coesão, uma linha mestra de pensamento, uma coerência. Através deles, eu tento mostrar a todo instante, que o leitor pode encontrar por si mesmo o Caminho da chamada “felicidade”. Portanto, nunca se deixe entristecer.
    O poeta persa Rumi, diz o seguinte: “Você é o espírito incondicionado preso nas condições, como o sol num eclipse”. Desperte o Mestre que reside no seu Interior.
    Nunca esqueça disso. O caminho do verdadeiro espiritualista não se completa num templo fechado. Ele se completa em todos os lugares e em lugar nenhum. Ele pertence a todos e a ninguém.
    Quando você descobrir o seu mestre interior, o ensinamento prosseguirá por si mesmo.

    Namaste!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos templos sagrados e uno com o pai.
      Deus o Pai da espiritualidade.
      E a luz de Deus que está em mim saúda Deus em ti.
      Isso quer dizer namaste.

      Excluir
  6. Cumpre-me declarar minha imensa satisfação pelo ensinamento que me transmitiu o teor de seu texto, pois, é mais um conhecimento que se soma ao meu arquivo espiritualista. Contudo, permita-me criticar a inserção da frase "traduz definitivamente a filosofia espiritualista", isto porque fere substancialmente a tão peculiar e continuada DINÃMICA como se desenvolve a matéria sob enfoque. Desculpe-me por assim pensar, porém, ressalto que me serão bem vindos quaisquer acertos nos desvios que possa produzir o meu raciocínio.
    Abraços fraternos com o mais forte desejo de paz e amor entre todos.
    Adalberto
    e mail: adarosilva@outlook.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Adalberto
      Obrigado pela sua brilhante observação. Jamais a consideraria como uma "crítica" - como você mesmo define -, mas como uma orientação de alguém que possui uma visão mais experimentada do Caminho. Fiz a correção e acredite: estou sempre alerta a essas oportunidades de aprendizado. Namastê!

      Excluir
  7. Esse texto é de Pierre Teilhard de Chardin, alguém poderia me dizer de qual obra ele foi tirado??? Se souberem me enviem a resposta por email, por favor: catyslim@gmail.com

    ResponderExcluir
  8. Caro irmão Pryon,

    Compartilho com a análise de Pierre Chardin sobre as diferenças entre espiritualismo e religião, diferenças que denuncia claramente o intento materialista da religiosidade, tanto que, em geral, os seus fundadores buscam, sim, amealhar não só projeção pessoal no mundo sócio-político, como vantagens
    econômica-financeiras, tendo como sede gigantescos templos e mais templos, estes construídos explorando a boa fé e ingenuidade de seus fiéis seguidores.

    É lamentável, embora, assim, ainda continuará a exploração religiosa, creio que, até o momento em que tenha o ser humano maior desenvolvimento de sua consciência espiritualista, baseado, naturalmente, num melhor comportamento ético moral, fato, ainda hoje, de alcance bastante difícil, em virtude de vivermos em um planeta pouco desenvolvido espiritualmente.

    É de bom alvitre ressaltar que, há muito e muito tempo, não se pergunta qual a sua crença, quesito esse que me parece ser o correto. Pergunta-se, sim, qual a sua religião, como se fosse essa uma verdadeira obrigatoriedade que o ser humano deve se lhe impor.

    Ainda assim, religião, embora seja um instrumente meramente humano, não deixa de ser um método de se praticar a crença na busca de um caminho em direção ao Criador do Universo e, como tal, deve ela ser respeitada, sentimento que, por essa razão, deve ser estendido a todas e demais crenças.
    Adalberto
    adarosilva@outlook.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concodo!
      E digo mais...
      A humanidade está tão na taboa da beirada que esperança é o que lhe resta.
      A palavra sagrada contida nas escrituras sagradas é consolo para quem peocura,disciplina para quem precisa.
      E por ai vai....
      O homem deveria saber o que edifica e o que padece.
      Mas não o sabe
      Acho que se todos soubessem amar a um único Senhor não teria a precisão da palavra religião.
      Mas estamos em um estudo fino.
      É preciso verdadeiramente entender o que Deus quer nos transmitir do espiritual da quarta dimensão até a nossa pobre e limitada terceira dimensão.
      Jesus é a luz do mundo.

      Excluir
  9. eu busco a fonte desse texto nas obras de Pe. Telhard. Poderia me fazer a gentileza de dizer em que livro ele fala sobre essa diferença? Por favor, me diga o qual livro e em que parte desse livro onde se encontra. muito obrigada. (beatrizgandra@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  10. Também gostaria de saber a fonte deste texto ...por favor me enviei no email (crispaula.28cp@gmail.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Durante a minha pesquisa eu reuni várias anotações sobre esse texto, Cristina. E já estou escrevendo. Assim que postar enviarei um e-mail a todos os leitores.
      Um Abraço Fraterno.
      Namastê

      Excluir
    2. Texto de Pierre Teilhard de Chardin - padre jesuíta, teólogo, filósofo e paleontólogo francês

      Excluir
  11. Texto de Pierre Teilhard de Chardin - padre jesuíta, teólogo, filósofo e paleontólogo francês

    ResponderExcluir
  12. Olha que interessante este texto que recebi de Deus.

    Há várias religiões.
    Deus pai,Filho e Espirito Santo é um só,
    Assim como a espiritualidade.
    A religião aprisiona em crenças que muitas vzs deixam a desejar.
    É preciso que acordem.
    A espiritualidade liberta os cativos da ignorância,fazendo assim com que Jesus trabalhe na vida do irmão.
    Curando,libertando e desfazendo todas as demandas e amarras.
    Assim despertando o seu ser.
    Abrindo o ouvido do entendimento e os olhos da verdade.
    Não queira ser guiado pelo homem e sim por Deus.
    Preste atenção em sua voz interior muitas das vzs Deus fala com você através dela.
    Em um mundo cheio de dogmas e regras Deus te convida a raciocinar sobre tudo,a questionar tudo,para que assim você não seja vítima de lavagens cerebrais.
    Ouça absorva o que edifica.
    E o que não edifica descarte.
    Lembre se o que o mundo ensina traz medo e ameaça.
    Deus ensina com amor e lhe oferece paz.
    O pecado lhe traz a culpa.
    Deus lhe traz o perdão e ensina você aprender com o erro e ir e não pecar mais.
    O mundo te incapacita e faz crer nas coisas falsas.
    Deus te faz capaz,integro e verdadeiro.
    Lhe oferece valores imensuráveis que edifica seu ser.
    A mente de Deus lhe convida a se capacitar para viver uno com ele em verdade e espirito.
    A espiritualidade traz esta abertura entre você e Deus.
    O mundo inventa.
    A espiritualidade descobre.
    O mundo e suas religiões não indaga nem questiona.
    Deus questiona tudo para que vós lhe responda para grande crescimento em redenção.
    A religião é humana e nela suas regras criadas pelo homem.
    Na espiritualidade o ensino é com amor,organização,disciplina, e ordem.
    A religião causa divisões.
    Deus é União.
    Deus não é Deus de divisão.
    Deus é Deus de multiplicação.
    Devemos crer para acreditar e é buscando que alcançaremos.
    O mundo segue os preceitos do que acredita em crenças.
    Deus te apresenta o Sagrado que te liberta.
    As escrituras sagradas.
    O mundo sofre com o medo.
    Deus te alimenta com confiança e fé.
    O mundo te confunde o pensamento.
    Deus faz você ter mente consciente.
    O homem busca o ter.
    Deus se ocupa com o ser.
    O homem alimenta o ego.
    Deus nos faz transceder e crescer.
    Devemos renunciar o mundo da ilusão.
    Viver em Cristo Jesus e amar o planeta terra e seus habitantes.
    O homem vive no passsado e no futuro.
    Deus te chama para viver o aqui e agora.
    O mundo aprisiona.
    Deus liberta seu ser.
    Muitos ensinamentos prometem para depois da morte.
    Deus te faz consciente da vida eterna e te dá vida em abundância.
    Religião é uma garrafa com um rótulo,
    Deus é o que se encontra dentro dela.
    Muitos brigam pela garrafa e poucos(bebem)buscam o conteúdo.
    Suely Assis



    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.