13 de dezembro de 2009

Mas o que é religião, afinal?

Segundo os sociólogos, religião é um sistema unificado de crenças e práticas relativas a coisas sagradas, isto é, a coisas colocadas à parte e proibidas – crenças e práticas que unem numa comunidade de moral única, que todos adotam.


Esta é uma definição. Poderíamos encontrar outras, mas não nos ocuparemos em investigar a legitimidade de qualquer religião em questão que pratica a religiosidade expressa pelo espírito de união entre todos os credos. Como você já deve ter reparado que este blog - cujo nome é sugestivo - tenta religar qualquer pessoa que acredita em Deus, nas Forças Superiores do Bem para a evolução do espírito em direção à Luz. Todas as mensagens aqui postadas apresentam formas investigativas, reflexivas sobre as várias facetas do misticismo. Entretanto, elas não perdem o envolvimento espiritual e tampouco pretendem afastar o discípulo da senda do Conhecimento. Esse é o nosso principal objeto. 


A religião é um fenômeno social que pode ser encontrado em todas as sociedades, além de ser uma necessidade que não é propriamente física. As pessoas procuram na religião uma ajuda para evitar certos obstáculos. Uma das principais características do Meu Mestre Interior reside justamente em situar o Esoterismo entre a “religião” e a “ciência”, sem carregar os “dogmas” que “aprisionam o homem”. O Esoterismo - como hoje enxergamos - não é nem “religião” nem ciência, mas uma ponte articulável que une os dois aspectos de conhecimento. O esoterismo é plural como o Universo.

Cada vez mais a medicina se enamora dos conhecimentos alternativos, e vê nela respostas lógicas e solucionáveis. A Ciência conecta-se diretamente com a Causa e o Efeito. Assim como as ditas Ciências Holísticas: a visão do espaço sideral como um todo pode ser uma analogia perfeita das células de um corpo humano. Tudo se interliga. Tudo é um Todo. Do Macro ao Microcosmo.

Uma vez pediram ao cientista Albert Einstein para explicar a Teoria da Relatividade. Apresentada em números, poucos conseguiam entender como tantas fórmulas matemáticas poderiam sintetizar a Lei Cósmica. O gênio respondeu, simplesmente, que mergulhava no silêncio interior e a Verdade sobre o Universo lhe era revelada pela intuição.

Namaste!

2 comentários :

  1. Religião com certeza é um ato de fé, que nos leva crer no que não é paulpavel. Sendo o sentimento puro quase igual ao Amor.
    Omnaram

    ResponderExcluir
  2. Concordo; mas perceba em uma frase do artigo onde afirmo que o Esoterismo - como hoje enxergamos - não é nem “religião” nem ciência, mas uma ponte articulável que une os dois aspectos de conhecimento. Você não acha que devido ao nosso desconhecimento sobre as Ciências - não seria obrigatório nos debruçarmos sobre os livros filosóficos?

    ResponderExcluir