1 de fevereiro de 2013

O Segredo dos Inconsequentes

Tudo o que eu escrevo possui a clara intenção de (re)buscar o autoconhecimento. Procuro estimular as pessoas a ter sede e fome de mudanças, a serem responsáveis por suas transformações. À primeira vista os meus textos podem parecer desconexos, mas repare que forneço todas as ferramentas para predizer o futuro, julgar o presente e reavaliar o passado. Se você for atento perceberá que esse é um truque que uso para que as pessoas (re)descubram a Verdade adormecida no próprio coração. Essa seria a função de um mestre. Mas é de bom alvitre lembrar que não sou um teólogo, dono de fraternidades ou perito em divindades. Sou um apenas um louco, um Eterno Aprendiz que frequentou templos e assimilou a doutrina dos Grandes Mestres.

Um Louco é aberto às idéias! Um Louco deve se comportar como uma criança curiosa. Um Louco deve ser um aprendiz que (re)busca os tesouros ocultos e permanece sempre entusiasmado com a possibilidade de (re)abrir a consciência e (re)estreitar os laços espirituais com a Divindade. O segredo dessa (re)descoberta - infelizmente - é individual. Mas um grupo pode estimular a transformação interior. Para isso deverão todos (re)descobrir o Caminho Espiritual. Darão todos juntos o primeiro passo. Entusiasmados darão o segundo, e como de crianças, aprenderão a andar. Eu e você estamos fazendo isso agora!


UMA ALMA TRANSPARENTE, MEIO INCONSEQUENTE  

Sabe qual é o segredo de um Louco? É o entusiasmo! A palavra entusiasmar significa literalmente “reencontrar o deus interno”. Voltaire afirmava que essa palavra resumia "a emoção das entranhas". Os antigos diziam que em grego ενθουσιασμός era o nome dado ao transe das Sibilas no momento que estavam sob inspiração dos deuses. Nada mais sábio: como as Sibilas prediziam o futuro, a palavra tinha o significado perfeito. Elas demonstravam a expressão do entusiasmo ao se reencontrarem com os deuses e as hordas espirituais, afinal era através dos oráculos que traziam as respostas dos deuses aos homens.

Guardadas as diferenças, esse estado extremo de euforia que as Sibilas demonstravam, se assemelharia ao mesmo furor que os xamãs, umbandistas, carismáticos e alguns evangélicos experimentam no clímax da fé: um transe, uma emoção abrupta, um esgar emocionado, um tremor que acomete os sentidos, uma sensação talvez experimentada por diversos outros grupos religiosos.



Mais tarde a palavra "entusiasmo" perdeu o seu principal sentido. A expressão “gente entusiasmada” passou a significar algo como gente inconsequente. Uma pena. 
Certamente uma pessoa entusiasmada se transforma em uma criança alegre, torna-se um aprendiz sempre disposto a seguir em frente, desconhecendo os perigos, superando e vencendo os todos os obstáculos. Viver entusiasmado é viver com Deus no coração! Enquanto permanecermos entusiasmados, não existirão medos ou desconfianças do futuro - daí o fervor da fé. Independente do segmento religioso que o individuo adote, este poderá operar milagres na vida simplesmente por acreditar no seu Deus Interno.

Por isso, procure manter o entusiasmo pelas coisas boas que você vê, ouve e sente. Seja sempre uma criança curiosa, alegre e... sorria! Procure a emoção nas coisas que “tocam” o seu coração. Deus, com certeza, se manifestará dentro de você. Sempre!

SAIBA MAIS SOBRE O AUTOR
Pryom PRYOM é Numerólogo e Médium Espiritualista. Formado em Publicidade, desde jovem é empenhado em compreender a alma humana. Ministra palestras sobre Numerologia e encontros sobre o autoconhecimento. Se quiser saber mais, clique aqui. Se gostou do blog assine para receber os próximos artigos.

2 comentários :

  1. Bom dia,loucos!

    É por isso que me identifico ...sabe como é, somos poucos,mas com tanta loucura quem é que pode que entender?
    Fazer parte do grupo só me acrescenta e deixa FELIZ, no re- encontro no templo ,já faz um tempinho, trocando... uma salada mista de entuasmo,gratidão,enfim em palavras fica dificil explicar, resumindo acho que é matrix...É por que SOU maluca beleza!!!!

    ResponderExcluir