24 de fevereiro de 2011

Aprendendo com o Mestre

Às vezes posso parecer duro, direto, mas na minha opinião entrar para uma uma fraternidade, centro espírita ou igreja, assistir às reuniões, palestras ou cultos; mas isso não resolverá todos os nossos problemas.
Podemos ser aceitos pelos presentes e ser inspirados por muito do que ouvimos, mas o progresso será muito limitado se não aplicarmos o que aprendemos no dia-a-dia.


Eu, por exemplo, estou sempre conversando com o meu coração, com a minha consciência – ou se preferirmos subjetivamente – com o meu "guia espiritual". Esse ser maravilhoso, essa "entidade” me ensina - através daquilo que leio, ouço e vejo – a agir com equilíbrio e sensatez aos revezes da vida. Isso deveria se aplicar, também, àqueles que, mesmo tendo sido iniciados (como eu), se comportam levianamente, como se as palavras ou tudo o que apreendeu nada valesse.


É fácil voltar a antigos modos de pensamentos e reagir destrutivamente. Ora essa! Temos que tentar substituir reações negativas por atitudes construtivas. Quando começamos a temer o futuro, devemos lembrar de que só podemos viver um dia de cada vez. Quando nos surpreendemos acusando outras pessoas, devemos esquecer que a única pessoa que podemos modificar é a nós mesmos!

Quando sentimos a necessidade de justificar nossos defeitos e ressentimentos, devemos praticar a honestidade e o perdão. Somente com a prática diária de elevar os pensamentos conseguiremos vencer nossos antigos e debilitantes hábitos e crenças. Pense sobre isso. Eu sou inspirado a escrever aquilo que o meu Guia Espiritual dita. Não será buscando lenitivos ou respostas prontas que você encontrará a saída do labirinto que teimou entrar.


Perfil do Autor:
Pryom Meu nome é Pryom. Sou Numerólogo, Sacerdote Espiritualista, Filho fiel de Xangô e adepto de uma religião chamada Honestidade. Se quiser saber mais sobre mim clique aqui. Se gostou do blog assine agora para receber gratuitamente os próximos artigos.

0 comentários :

Postar um comentário