27 de setembro de 2010

Dia dos Irmãos Gêmeos!


A palavra irmão, em latim, é germano e significa “germe que provém do mesmo fruto”, ou seja: filho do mesmo Pai e da mesma Mãe – ou do mesmo Pai, como queiram alguns. Faço esse preâmbulo para lembrar que ontem, dia 26 os católicos comemoraram os santos gêmeos Cosme e Damião, e hoje, os umbandistas celebram os Erês, espíritos que aflora em cada um a criança interna e a natureza sensível.

Primeiro falarei sobre os santos gêmeos, Cosme e Damião, que morreram em cerca de 300 d.C. A igreja comemora no dia 26 de setembro pois, segundo o calendário católico, o dia 27 de setembro é o dia de São Vicente de Paulo.

Há relatos que atestam que os gêmeos eram originários da Arábia, de uma família nobre de pais cristãos, no século III. Seus nomes verdadeiros eram Acta e Pasio. Estudaram medicina e veterinária na Síria e depois foram praticá-la em Egéia e na Ásia Menor, sem receber qualquer pagamento. Por isso, eram chamados de anargiros, ou seja, "inimigos do dinheiro". Cosme e Damião foram martirizados na Síria, porém é desconhecida a forma exata como morreram. Foram perseguido por Diocleciano, acredita-se que foram decapitados e os alguns fiéis transportaram seus corpos para Roma. Foram sepultados no maior templo dedicado a eles, feito pelo Papa Félix IV (526-30), na Basílica no Fórum de Roma com as iniciais SS - Cosme e Damião.

-->


E por ultimo, jamais deixaria de citar os Erês. Primeiro por respeito à minha infância (quando corria atrás de doces pelas ruas do subúrbio! Ô saudade!); segundo, pela sintonia à nossa cultura universalista. Como eu sou adepto da religião chamada Honestidade, reverencio o Mestre Interior dos que possuem a Fé como fio condutor ao Grande Arquiteto do Universo. Abomino o preconceito e o abandono da cultura brasileira em troca de interesses de certos núcleos religiosos.

O QUE SÃO ERÊS?

Os Erês são forças intermediárias entre a pessoa e seu Orixá É por meio dos Erês que o Orixá expressa sua jovialidade, sua alegria. A palavra “Orixá” significa “intermediação com o Criador” (Ori, cabeça, e Xá, vontade interior). A palavra Eré vem do yorubá, iré, que significa "brincadeira, divertimento, bom-humor". Os Erês aparecem instantaneamente logo após o transe do orixá. Portanto, é um absurdo confundir a palavra "erê" com “criança” que em yorubá possui outro sentido que é omodé). Ou seja, os Erês são os intermediários entre o iniciado e o orixá. Para mim, em particular, os Erês são a representação da descontração, da alegria e do bom humor que o Iniciado - seja ele seguidor de qualquer segmento religioso - deve ter e manifestar na sociedade e no seu dia-a-dia.

Porquanto, saúdo os meus irmãos que leem esse texto, aos confrades, correligionários, camaradas, companheiros e chapas; irmãos adotivos, irmãos consanguíneos, irmãos de armas, camaradas de luta! Irmãos de Iniciação! Nunca se esqueçam: assim como os gêmeos Cosme e Damião (Acto e Pasio), somos médicos morais! Remediamos a humanidade com atos e pensamentos edificadores para levar alegria ao mundo. Sempre. Não esqueça do principal argumento que nos une a esse ideal que é a Verdadeira Fraternidade.

Beje ro! (Chame os dois!)

SAIBA MAIS SOBRE O AUTOR DESSE ARTIGO
Pryom PRYOM é Numerólogo, Médium Espiritualista e Filho de Xangô. Ministra palestras sobre Numerologia e encontros sobre o autoconhecimento humano. Se quiser saber mais sobre ele, clique aqui. Se gostou do blog assine para receber os próximos artigos.

2 comentários :

  1. No final, nós, eternos irmãos, uniremos nossas vozes e glorificaremos o Todo através de uma canção de amor e beleza :]
    Um forte abraço, irmão!

    ResponderExcluir