26 de junho de 2011

Identificando as amizades nocivas


A amizade, segundo o escritor John Ruskin (1819-1900), é o sentimento que mais se aproxima da religião. Deus é amor, e comparar a religião com amizade é dar a ela a mais alta expressão concebível para o ser humano. Uma vez ouvi uma jovem dizer que Deus falava com ela através dos amigos. Mas, todos nós sabemos que, infelizmente, nem sempre é assim.

Uma das fontes de solidão é ter muito poucas amizades ou então amizades de má qualidade. Às vezes nos perguntamos se carecemos de amigos ou se estamos satisfeitos com o número de amizades que possuímos. Alguma vez você já se perguntou se é realmente um bom amigo?

Pesquisadores americanos desenvolveram estudos para conferir o efeitos de amizades nocivas sobre a saúde emocional das pessoas. Eles acreditam que algumas amizades podem, sim, desencadear estados de estresse e - em alguns casos - de depressão. Para os estudiosos, pode ser melhor desistir de um amigo problemático do que carregar esse sofrimento ao longo do maravilhoso caminho que chamamos Vida.



VOCÊ JÁ FOI VÍTIMA DE UMA AMIZADE NOCIVA?

Se abrangêssemos esse mesmo assunto pela ótica do ocultismo, certamente o termo "vampirismo" poderia ser citado. Principalmente, pelo fato de que a palavra vampirismo é também utilizada em psicologia para caracterizar situações de domínio psicológico de uma pessoa sobre a outra - geralmente a partir do uso de todo tipo de chantagem afetiva e emocional. Todavia, permaneceremos no terreno da reflexão pura e simples, que identificará somente os conhecidos "amigos-da-onça".

Abaixo, estão listadas algumas características que identificará uma amizade nociva.
  • A pessoa que se diz seu amigo adora roubar suas idéias.
  • Costuma contar "sem querer" seus segredos para ou outros.
  • Tem humor instável e se afasta de você sem motivos aparente.
  • Insulta, em tom de brincadeira, seus atos, seus gestos, suas palavras, suas decisões e seus familiares.
  • Pede favores com muita freqüência.
  • Opina demais sobre sua vida e critica você em excesso.
  • Diz que vai visitar, ligar, não aparece, nem justifica depois.
  • Adora se comparar a você e transforma a amizade numa verdadeira competição.
Se você se identificou com algum item acima pode estar sendo vítima de uma amizade que pode lhe estar trazendo mais prejuízos do que benefícios. Fique atento.


SAIBA MAIS SOBRE O AUTOR
Pryom PRYOM é Numerólogo, Médium Espiritualista e Filho de Xangô. Ministra palestras sobre Numerologia e encontros sobre o autoconhecimento. Se quiser saber mais, clique aqui. Se gostou do blog assine para receber os próximos artigos.

4 comentários :

  1. O que eu acho mais perigoso não é ter amigos assim, mas acabar fazendo isso! Porém, tentar ser um amigo melhor é mais difícil que avaliar nossos próprios amigos...
    forte abraço! :D

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você, Hugo. Eu não sei se você assistiu, mas há pouco tempo foi exibida na tevê uma série chamada “The Walking Dead”. A história narrava a luta de um grupo de sobreviventes que fugiam de uma população de seres mortos-vivos. O enredo de horror servia para mostrar o relacionamento social e as diferenças de comportamento, de opiniões - ou das amizades dentro de um grupo. Os Zumbis serviam de metáfora para mostrar o que nos é nocivo na vida em comum. Lembre-se: ao mesmo tempo somos presas e caça nas relações humanas.

    ResponderExcluir
  3. Muito esclarecedor, estou sofrendo por ter me afastado de uma amiga que agrega todos os itens relacionados...
    Mesmo sabendo de tudo, sinto muito a falta da nossa amizade mas, acabou...Tentamos muitas vezes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. atividades, a verdadeira Amizade - com "A" maiúsculo - funciona em mão-dupla. Se isso não ocorrer, acredite, é companheirismo de percurso.

      Excluir