30 de novembro de 2009

Talismãs japoneses


Sapo dá sorte ou azar? Para muitos de nós, ele não inspira a menor simpatia. Mas, entre os japoneses, esse animal é muito respeitado, pois, segundo a tradição deles, andar com um sapinho de porcelana na bolsa atrai riqueza e felicidade.

E não apenas o sapo é cultuado por esse povo. Para eles, também a tartaruga (que representam vida longa), o gato (que traz a fortuna) e mais uma série de animais e deuses funcionam como talismãs. Não existem registros sobre o surgimento desses talismãs, pois eles já estavam bastante popularizados quando a escrita se desenvolveu no Japãp, no século 8 a.C. Conheça abaixo alguns dos principais talismãs do outro lado do mundo.



DARUMA
É um dos mais antigos e populares. Diz a lenda que ele representa um monge budista que teria passado nove anos meditando sobre uma rocha - o que lhe inutilizou os braços e as pernas. Por isso, o Daruma é represntado apenas como um rosto com os olhos brancos e tornou-se símbolo da perseverança.

Quando tiver um Daruma, você deve lhe fazer um pedido e pintar um dos seus olhos. Assim que seu desejo for atendido, pinta o outro olho e troque a estatueta por um modelo novo.


MANEKI-NEKO
Esse simpático casal ded gatinhos - Maneki e Neko - está presente em quase todos os estabelecimentos comerciais japoneses, pois, segundo a tradição, o gato, quando coça a orelha, traz fortuna e prosperidade.

Além disso, o macho represnta a força, e a fêmea, a saúde e a felicidade. A origem de Maneki-Neko é pouco conhecida. Alguns dizem que esse talismã representa um gato que salvou a dona de uma picada de cobra. Outra versão diz que se trata de uma homenagem ao gato de um velho monge de um templo em ruínas. Esse felino teria atraído a atenção de viajantes que se abrigaram para fugir de uma tempestade. Em agradecimento, mandaram construir um novo templo, que prosperou. Para prosperar também e livrar-se de imprevistos negativos, coloque um Maneki-Neko em lugar de destaque, a uma altura superior a 1 metro.


OMAMORI
Muitos semelhantes aos nossos patuás, os omamori são pedaços de papel com uma oração impressa. Eles trazem proteção, riqueza e sucesso.

São conseguidos em templos budistas e xintoístas e devem estar sempre junto da pessoa, como um pingente. Existem também alguns modelos, em madeira ou metal para serem guardados em casa ou em uma bolsa.


BUDA
O mais popular dos talismãs japoneses representando Buda, o Iluminado, é um capítulo à parte. Sentado na posição do lótus sobre um pires coberto de arroz, Buda é um símbolo de boa sorte; com um saco ao seu lado.

De vez em quando ele circula em e-mails como o "Buda da Sorte". Mas esse Buda-talismã não tem nada a ver com o Budismo. Na religião Budista não se cultuam deuses. O objetivo do budista é o Nirvana - estado no qual o homem se livra dos desejos. E não precisa mais de talismãs.

Namaste!

0 comentários :

Postar um comentário