A Energia do Turquesa

Mistura do azul e do verde, o turquesa reproduz a cor da pedra preciosa do mesmo nome considerada sagrada na Antiguidade. Os persas e os Egípcios confeccionavam joias e amuletos contra os infortúnios. Colares e anéis de turquesa eram usados para se proteger de doenças - consideradas um mal do espírito. Na Idade Média, os cavaleiros a utilizavam como amuleto durante as batalhas nos campos sangrentos, por isso até hoje a turquesa é considerada uma proteção: como a pedra é sensível ao calor, existe a crença de que ela perde o brilho e se racha quando o seu portador enfrenta situações de desconforto material.


As águas do mar adquirem essa cor quando tudo está aparentemente tranquilo. Como o mar, o turquesa produz relaxamento psíquico.

Esotericamente, essa cor está relacionada a dois chacras, centros de energia do corpo: o laríngeo, situado na garganta (regido pelo azul), centro da comunicação; e do cardíaco, associado ao verde, no centro do peito. É justamente neste chacra que tratamos os assuntos do coração. A energia dessa cor tem o poder de encorajá-lo a enfrentar problemas relacionados com o dinheiro, as doenças e o medo da perda.

Essa cor vibra intensamente em 2017. Saiba que nesse ano haverá uma necessidade de dizer o que sente ou a obrigação de fazer o que é apropriado para seguir em frente.