3 de agosto de 1995

O Detalhista

Eu fui induzido a ser perfeccionista. Na minha infância convivi com pessoas muito reservadas, que me encorajaram a pensar muito antes de falar qualquer coisa; me ensinaram a respeitar, antes de reclamar; de apreciar o bem-estar e ter muito bom gosto. 

Cresci escondendo minhas reações emocionais, pois prefiro me mostrar indiferente às realidades mundanas não me envolvendo com os problemas dos outros. Sou, portanto, aristocrático, mas vivem dizendo que sou metido à besta.