8 de março de 2011

Por que o lótus como símbolo?

Outro dia alguém comentou sobre a definição que apliquei ao meu perfil. "adepto de uma religião chamada Honestidade". Pode parecer estranho, mas a pequena dose de ironia propõe inúmeras interpretações - entre muitas que este blog é capaz de produzir. 

Cabe a mim, então, explicar os "dogmas" dessa "religião" da qual sou seguidor e cujos principais mandamentos foram explicitados aqui em outro post chamado "As diferenças entre Religião e Espiritualidade".

A Religião da Honestidade celebra unicamente a filosofia espiritualista do Amor ao próximo. Apenas isso. Simples assim? Sim; pois se a fé dos homens se resumissem às Três Virtudes Teologais muitas discussões seriam evitadas e ninguém se orgulharia de pertencer àquela ou àquele segmento religioso que julgasse superior. Aliás, para ser sincero, uma das razões que me fizeram aderir à Honestidade foi o comportamento ético daqueles que fazem intencionalmente da religião uma profissão. Quem me conhece sabe que sou reticente quanto ao comportamento de alguns pares; e uma das minhas principais características é exigir posturas e ações adequadas para o exercício do sacerdócio. Mas, cada um faz o que quiser e executa na vida o que aprendeu com o seu ofício.


Desde que criei este blog procuro ser coerente com uma única linha de pensamento. Repare, que apesar de disponibilizar oráculos e adivinhações, eu obrigo o leitor a refletir sobre os seus sentimentos, anseios e fatos que se repetem ao longo da vidaProcuro mostrar de um modo muito simples que todos podem ouvir o que seu coração tem a dizer e acreditar que as respostas verdadeiras estão sempre no seu interior. Mapas astrais, Tarô, e outros oráculos são válidos se forem encarados como caminhos de autoconhecimento e não apenas como jogos para adivinhar o futuro. Se faço pré-visões nada cobro por isso. A Religião da Honestidade está expressa exatamente aqui. Por isso dela sou adepto.

Quando adotei o lótus como símbolo deste blog o fiz porque essa flor sempre foi reverenciada pelos povos do Oriente: ela nasce acima das águas turvas. Os budistas e os hinduístas a elegem como metáfora de pureza de consciência, honestidade - e outras qualidades - que nascem e se desenvolvem no coração - mesmo quando somos arrastados pelo turbilhão das vaidades. Essa flor nos faz lembrar que não devemos subestimar nada nem ninguém. Nem a nós mesmos!

Eu nada sei. Estou sempre aprendendo.


Perfil do Autor:
Pryom Meu nome é Pryom. Sou Numerólogo, Sacerdote Espiritualista, Filho fiel de Xangô e adepto de uma religião chamada Honestidade. Se quiser saber mais sobre mim clique aqui. Se gostou do blog assine agora para receber gratuitamente os próximos artigos.

1 comentários :

  1. Excelente artigo! Realmente a religião Honestidade é praticada por indivíduos que já assimilaram a integração com o divino. E a Flor de Lótus é a expressão simbólica do Divino em nós mesmo.

    ResponderExcluir