25 de fevereiro de 2010

A jovem cega

Havia uma jovem cega que vivia maldizendo a Deus. E se odiava pelo fato de ter nascida cega. Pela desdita, também repelia a todos, exceto uma única pessoa: o seu namorado.
Certo dia, após profunda depressão, ela confessou que, se pudesse ser agraciada por um milagre de ver o mundo, se casaria com ele, pois era a única pessoa que a compreendia, que conseguia fazê-la um pouco "feliz". Passados muitos e muitos dias ela teve finalmente uma bela notícia: alguém lhe doara as córneas e o sonho de ver o mundo transformar-se-ia em realidade! Passado o período de recuperação, após a cirurgia, o namorado, emocionado,  lhe perguntou:
__ Agora que você pode ver o mundo, agora que você pôde realizar o seu sonho... Você se casa comigo?

Ao entreabrir os olhos, feridos pela luz, a jovem, chocada, constatou que seu namorado era um cego!
__ Meus Deus! - balbuciou atônita - Eu sinto muito, mas não posso me casar com você porque você é... um cego!
Ferido na alma e em lágrimas, o namorado se afastou, dizendo:
__ Por favor, apenas cuide bem dos meus olhos. Eles eram o melhor que eu tinha para te oferecer.

Moral da história:
Nunca despreze quem te ama. Às vezes, as pessoas fazem certos sacrifícios e nem consideramos.

2 comentários :

  1. Nos faz refletir sobre nossos verdadeiros tesouros... Muito bom!

    ResponderExcluir
  2. Essa parábola é realmente muito forte e chocante na sua conclusão. Por isso a publiquei aqui.

    ResponderExcluir